V

Private Club

It's Secret... It's Private.

Eventos
Unmute

Eventos

Saiba tudo sobre os próximos eventos no Private Swing Club.

Quem somos

Quer conhecer o Private Swing Club?

Bem-vindo ao site do Private Swing Club!

Aqui encontram toda a informação acerca do nosso clube, das nossas instalações, das festas que temos programadas, da nossa filosofia e das nossas regras.

Neste espaço têm ainda a oportunidade de conhecer outros casais que nos frequentam e elegem este clube como um dos melhores do país, com uma atmosfera única, repleta de requinte e que provoca todos os sentidos.

O nosso espaço tem uma espaçosa pista de dança, palco para animação, 4 quartos privados com decorações cuidadas, zona lounge e parque privado para mais de 50 viaturas.

A nossa localização apenas é revelada por telefone, mas podemos adiantar que nos encontramos junto a uma saída de auto-estrada, com diversas opções de alojamento na zona, e na zona metropolitana do Porto, especificamente em Ermesinde.

Estamos abertos dois dias por semana, com os seguintes horários:

Sexta-Feira: 10 Privates (consumíveis)

Sábados 25 Privates (consumíveis)

O Private  é um espaço estruturado e pensado especificamente para ser um clube de swing, é moderno e bem decorado, mantendo-se sempre actualizado com as necessidades e exigências do nosso público. Público esse que tem um espírito jovem, uma animação imbatível e uma sensualidade incomparável.

Regras

Algumas regras e códigos de conduta que ao frequentarem o nosso espaço, compreendem e aceitam.

1- As regras básicas são ajustadas ao estatuto moral de cada casal swinger.

2- Este espaço destina-se exclusivamente a casais swingers. A entrada a singles masculinos é completamente proibida. A entrada de singles femininas carece de aprovação prévia.

3- O Private Club é um espaço privado,quer isto dizer que a sua localização só será divulgada através dos vários contactos disponíveis.

4- Não são permitidas máquinas fotográficas ou quaisquer outros aparelhos de obtenção de imagem,salvo a gerência do Private Club ou a quem estes designarem para efeitos de promoção do club salvaguardando a privacidade de todos os frequentadores.

5- Frequentar o Private Club não implica a qualquer realização de atos sexuais, o não vale por si sem necessidade de justificação.

6- Qualquer tipo de comportamento menos próprio não será tolerado pela gerência, pois poderão ser convidados a abandonar o espaço e resultará na proibição da entrada dos mesmos.

7- Não é permitido fumar nos quartos e corredor interior. Todos os frequentadores que utilizem os espaços privados deverão ter o cuidado de deixar o espaço limpo para os próximos utilizadores.

8- O consumo de estupefacientes é expressamente proibido, e resultará na expulsão imediata.

9- Todos os casais têm a liberdade de vestirem o que entenderem excepto nas festas temáticas de dress code obrigatório,que serão sempre anunciadas antecipadamente.

10- O Private Club não se responsabiliza por objectos deixados nos ambientes do club, para sua comodidade existe um local próprio para deixarem os pertences.

11- A falta de respeito pela liberdade de opção de cada casal não será tolerada.

12- O Private Club destina-se a convívio entre casais swingers, onde podem acontecer cenas de nus ou sexo explícito, por isso todos os que pensam frequentar o espaço têm conhecimento desse facto.

13- Caros casais swingers mediante estes itens apenas queremos que este seja o vosso espaço de eleição no Norte do país, e apenas podemos prometer que serão muito bem recebidos……..o resto é com vocês!

Swing

Mas o que é o swing, afinal?
Swinging é a prática de actividade sexual com troca de parceiros entre casais, feita simultaneamente por ambos os cônjuges, na maior parte das vezes partilhando o mesmo espaço.

Embora o sexo em grupo seja uma prática muito antiga, o swing deverá ter começado em São Francisco, na altura em que os norte-americanos iam combater para o Vietname. A hipótese de poderem não regressar levou militares à prática do «jogo das chaves»: o jogo consistia em tirar à sorte as chaves do parceiro sexual daquela noite. Era assim que a troca de casais era feita.

O swing pode ser praticado entre vários parceiros e com diferentes graus de intimidade. A troca de parceiro sexual entre casais heterossexuais é a prática mais frequente. Contudo, também existe swing entre casais homossexuais e bissexuais, assim como entre um casal heterossexual e um casal homossexual. Tudo é permitido.

A participação de um único elemento no acto sexual de um casal (seja homem ou mulher) não é swing, mas ménage à trois. No swing os casais só vão até onde querem ir. Podem ficar pelos preliminares e não existir penetração, podendo a penetração ser exclusivamente com o seu próprio marido/mulher.

Os swingers
São casais que se consideram normais e iguais aos seus pares não praticantes de swing. «Não há», dizem os praticantes, «nenhum perfil para a prática do swing. Têm as mais diversas idades, profissões e crenças religiosas. O que os distingue dos outros é serem livres de preconceitos sexuais.» Dizem especialistas e alguns estudos que a maioria dos maridos swingers são homens seguros e calmos e que os casais que praticam swing têm um relacionamento melhor do que outros casais.

Segundo um estudo publicado num jornal americano (The Journal of Sex Research), a troca de casais incentiva a interacção entre marido e mulher e consolida o casamento. «Nós amamo-nos; os outros, com quem nos relacionamos, servem para pôr em prática e explorar as nossas fantasias, ultrapassando preconceitos culturais», argumenta outra swinger, que também não quer ser identificada pelo seu verdadeiro nome.

Meeting point
Os sites de swing continuam a ser o melhor sítio para conhecer casais, sem dar logo a cara. Os interessados devem inscrever-se num deles (existem milhares!). Depois de inscritos, rapidamente começarão a receber visitas e comentários no perfil e poderão participar nos fóruns, óptimos espaços para esclarecer dúvidas e trocar impressões e conhecimentos com casais mais experientes.

Quando descobrir um casal que considere interessante, poderá trocar mensagens e marcar encontros no MSN (podendo usar a webcam), em clubes de swing ou em lugares públicos. Segundo os frequentadores dos sites, os primeiros encontros não devem ser marcados em casa: devem ser num hotel ou qualquer outro lugar neutro.

Iniciantes?

Interessados no swing, ou troca de casais, mas não sabem onde começar? Leiam este breve guia e começem com o pé direito.

Conversem

Comunicação aberta, é essencial para uma troca de casais saudável. Somente recomendamos o swing para pessoas honestas e abertas o bastante para conversar sobre suas mais diversas fantasias.

Ouçam os vossos parceiros

Comunicação antes, DURANTE, e após a troca de casais, ou swing, é importante. Use palavras-chave ou “olhares” para se comunicar durante uma troca. Desta maneira você pode manter o contato e resolver quaisquer questões sem ter que criar uma situação constrangedora.

Mantenham a mente aberta

Você está aberto á novas idéias? Então você é um bom candidato para a troca de casais, parabéns! Não tenha medo de tentar coisas novas. Um grande número de casais swinger pensa em tentar tudo pelo menos uma vez.

Façam perguntas

Casais swinger adoram conhecer pessoas. São um grupo extremamente amigável e compreensivo. Procuram ajudar casais iniciantes com as suas perguntas e preocupações. Depois de algum tempo no meio swinger, você logo perceberá que todos os casais iniciantes têm as mesmas preocupações: ciúmes, questões morais, medos, doenças, convencer o parceiro/a, etc.

Sejam sempre honestos

Regra número um! Não tente ser quem você não é, sejam honestos e verdadeiros nas vossas fotos. É muito chato conhecer um casal e depois descobrir que não estavam sendo honestos connosco. Ainda bem que hoje em dia estamos na era da internet, e casais podem comunicar com audio e vídeo para se conhecerem melhor antes de estarem frente a frente fisicamente.

Não bebam além da conta

Eu não vou conseguir dizer isso o bastante, se beber, moderação é chave. Se você tem que estar bêbado para fazer uma troca, talvez deva reavaliar se ser swinger é mesmo o que quer pra sua vida. Consumo social de bebidas é aceitável, mas não abuse, ninguém quer ter sua noite arruinada pela irresponsabilidade de uma pessoa.

Estejam preparados

Todos ficam nervosos nas primeiras vezes, e com um pouco de ciúmes também – pelo menos um pouquinho. Estar preparado para sentir estas emoções vai tornar mais fácil lidar com elas quando aparecem. Conversar com casais experientes é uma ótima maneira de se preparar.

Façam porque ambos querem

Se você está pensando em fazer troca de casais porque quer agradar um/a parceiro/a, mas não está lá tão interessado/a, você está no meio swinger pelas razões erradas. Você só vai curtir se fizer por você mesmo/a.

“NÃO” significa não

Se a qualquer momento se sentir desconfortável, simplesmente diga, “Não obrigado/a” Esta é uma regra respeitada por todos os casais swinger de fato. E se alguém dizer “Não obrigado/a” para você, lembre-se de sempre respeitar também.

Algumas Dicas

10 dicas que consideramos importantes para uma boa experiência swinger:

1º Sejam vocês mesmos!
Custe o que custar, o casal ao seu lado agradeçe;

2º Sejam livres!
Confie e se deixe que confiem em vocês;

3º Deixe o marido livre! 
Todos gostamos de liberdade. Swing não combina com ciúmes nem com controlar a diversão;

4º Não torne o swing uma rotina.
Falar disso o dia todo, deixar recados no facebook todos os dias e falar no msn todo dia, não é boa idea. Deixe a fantasia tomar conta do casal e entrem em sintonia, é bem mais divertido assim; 

Não fique perguntando o tempo todo se ele gostou mais da outra mulher do que de você, se ficaria sozinho com ela, essas coisas (ele vai acabar aborrecido e a acha-la insegura);

6º Homens de qualquer idade não gostam de mulheres inseguras;

7º Não pare de viver sua vida social para viver a vida swinger.
Vocês são indivíduos e se relacionavam com outras pessoas antes de entrarem nisso, valorize e alimente essas amizades também;

8º Jamais deixe os seus princípios de lado por conta da fantasia.
Se mantenha fiel a seus princípios, não vale a pena fazer anal com um casal que acabou de conhecer só porque ficou com tesão. Você não fazia isso quando era solteira, isso vai fazer a diferença pois o casal não terá ressaca moral;

9º No fim de semana que não vão ao clube ou sair com um casal, não ligue, não fique chateada, faça amor com seu companheiro com o mesmo tesão e vontade que teria se houvesse mais gente na cama;

10º A dica mais importante de todas: CONVERSE!
Um bom diálogo, uma conversa sincera vai fazer com que esse lado swinguer do casal renda muito, brigar só nos faz perder tempo de ser felizes, aceitar calada situações inaceitáveis também não ajudam em nada.

Parcerias

Fale connosco!

Facebook

Get the Facebook Likebox Slider Pro for WordPress